07/08/13

De volta! Saudades da blogosfera, blogamigas e conversê. Voltio a ter um tempinho e volto à Casinha de Chocolate. Vou visitar todo mundo e me colocar em dia com as novidades. Este foi meu último trabalho, enviado para uma amiga que se mudou para Londres e deixou muitas saudades além de toda a tranqueirada de cama, mesa e banho...
A maior novidade é que a familia aumentou. Temos agora um guri, que o vet estima que já tenha de 3 a 5 anos, e que revolucionou a nossa vida. Chegou assim, magrinho, e logo ganhou um tapetinho para chamar de seu:
Amanhã eu volto para mostrar outras novidades e como o Ravi ficou fortinho e lindão nesses 4 meses desde que chegou! Beijos a todas!

20/07/12

Queridas,

o frio tem sido incapacitante aqui na terrinha. Com temperatura tão baixa, corpo e ânimo se escondem sob muitas camadas de agasalhos e ficam me puxando para debaixo das cobertas. Só que não dá, né? Viver naturalmente também não dá. Então vamos nós fazendo o possível e o essencial.

Deixo para vocês uma imagem divulgada pela band.com.br de transeuntes no centro de Curitiba no dia de ontem.





Posso garantir que essas pessoas só saíram de casa porque não havia jeito de adiarem seus compromissos. O que eu pude adiar, adiei.

Venho agaradecer as visitas, os comentários, as mais recentes adesões, as mensagens amigas e deixar para vocês um pedacinho de bolo virtual!



Hoje é meu aniversário e quero compartilhar com vocês a minha expectativa de que o ano que se inicia será muito booooommmmmmm!

19/06/12

Novos quadros


O frio me deixa encolhida, transida e com muita vontade de reclamar da vida. Evito. Não melhora nada. Ao contrário, parece que faz a sensaçao de frio aumentar. 

Aproveitei o dia de chuva para pintar um quadro de flores, com pinceladas livres, rápidas e de efeito surpreendente.  O resultado foi este acima. No que dependia de mim está pronto. Agora é deixar o óleo secar. 

Depois de lavar os pincéis me apressei a descer as mangas dos casacos e voltar minhas mãos para dentro de luvas, achando que o dia de ontem não tinha sido completamente desperdiçado afinal.

Enquanto isso meu gato fica à espera, pois exige mão firme, cuidado e minúcias. Fica para depois, para quando eu não estiver mais transida de frio como agora. Por enquanto ele está assim:



Aproveito para dizer que meus trabalhos a óleo e acrílica estão disponíveis para venda. Para consultas sobre preços e condições basta mandar um e-mail para casiinhadechocolate@gmail.com. Isto enquanto não consigo abrir um campo para minha lojinha aqui no blog. (quem sabe quando o frio ceder um pouquinho eu volte a raciocinar...)

Flores pinto sempre. Adoro! Quem não gosta? E o melhor das flores pintadas é que resistem ao tempo!

Vou fazer uma série de gatos. Gosto da mística que envolve o mundo dos gatos.  Adoraria ter alguns, mas como não posso, crio-os nas telas, de onde quero crer que fiquem emanando sua força e seu mistério.

Espero que vocês tenham uma boa semana, de preferência sem cachecóis, gorros, botas, luvas... dos quais eu sou refém por aqui!

Beijos a todos que vierem dar uma espiadinha!
Se tiver um tempinho deixe suas críticas e comentários.  


12/06/12

7 erros (ou quase)


Esta é uma imagem do Pinterest e mostra como aproveitar uma manga de suéter usado.

O primeiro erro, grave, que conta por muitos, é que reciclar é diferente de inutilizar um suéter inteiro para  aproveitar um pedacinho para fazer um complemento a rigor dispensável. 

Suéteres antigos podem ser descartados inteiros e ainda servir para agasalhar pessoas necessitadas, desabrigadas, sem recursos para comprar o último lançamento da moda - o que é uma legião de gente muito maior do que o número de pessoas dispostas a doar, seja por inércia seja por não saber o que possa ser dificuldade de sobrevivência.  

O segundo erro é o ponto de trança mostrado pelo avesso. A não ser que o lado direito esteja imprestável! Será? rsrs

O terceiro erro, a meu ver, é a sanfona acima de tamanho diferente da sanfona abaixo, o que vai exigir atenção na hora de vestir.

Mesmo assim vale pela idéia. Vou fazer só em ponto sanfona, para aproveitar lã que sobrou de outros trabalhos.

Fica como sugestão para quem tenha um novelo ou dois sobrando e more onde faça muuuito frio, como aqui!